quarta-feira, junho 13, 2007

Mais OTA menos OTA

Quando aqui comecei a reflectir sobre o novo aeroporto na OTA, este era um dado adquirido. Não me achando na posse de todas as variáveis, busquei com insucesso, mais elementos. Nada. Estava decidido. Com o primeiro artigo, “denunciei” as dúvidas no ar: ventos, estacaria, geologia, crescimento, custo, distância, ordenamento. Queria saber mais. Queria o contraditório: outros e mais estudos. Meses depois, com a modesta contribuição GEORDEN, de muitos cidadãos e da blogosfera, já se discutem OUTRAS opções.

A mais recente, situada no “deserto” (segundo o sr. Lino), mais concretamente no campo de tiro de Alcochete, tem pelo menos a virtude de, ser constituída, em grande parte, por terrenos públicos, sendo assim menos vulnerável à especulação. Todavia, a vertente ambiental, afigura-se preponderante. Não que os políticos se preocupem com esta, mas porque, no terreno OTA, já se vendem lotes…

E porque não, manter a portela e mais um, no Montijo, por exemplo? Ou mais dois, em escala? Tem de ser sempre como “lá fora”? Tem de ser em grande?

Na impaciência de parecer muito moderno [Portugal] e muito civilizado-exagera o modelo, deforma-o, estraga-o até à caricatura.

João da Ega

Os Maias - Eça de Queirós

7 comentários:

Eduardo F. disse...

Muito bem, ora aqui estão palavras sensatas.

Rogeriomad disse...

http://www.publico.clix.pt/docs/economia/EstudoCIP.pdf

Último estudo que saiu...

http://www.naer.pt/portal/page/portal/NAER/Estudos/?CTES=18064&actualmenu=6153&cboui=18064

Compilação de vários estudos que foram feitos...

Façam download! Comparem...

Não queiras que a blogosfera interfira nestas questões... ahah se não nunca mais teríamos aeroporto. Novas opções são bem vindas...

O Governo pecou pelo anúncio precipitado e agora decidiu recuar para não juntar a arrogância à estupidez...

"sendo assim menos vulnerável à especulação"... acredita nisso que eu durmo descansado... mal construiram a Ponte Vasco da Gama, Montijo mudou, Acochete mudou, Seixal mudou, etc. O Sporting e Benfica construiram logo a treta dos seus campos de treinos (tratados com pesticidas e todo o tipo de químicos). Destruiram a paisagem natural e destroem os solos. Os Lagartos e Lampiões espantaram a bicharada toda... ;)
Com um aeroporto... será muito pior! Ainda para mais todos sabemos como se procede o processo de planeamento em Portugal... Há fases que são esquecidas, ocultadas, escondidas... "fica caladinho que todos ganhamos (entre nós, claro)".

Quanto ao Portela+1:
Lê o artigo do Eduardo F.
Todos nós pensamos em grande.
É crónico dos portugueses...
Além disso já disse aqui que são com grandes obras que o país se mexe... não há volta a dar...
Já que não produzimos nada de significante... que nos salve o Turismo e a Construção...

Razão financeira:
Convém poupar nas expropriações... Com a escolha de Alcochete, a Força Aérea terá procurar novos terrenos para o seu campo de tiro, mas claro, expropriar para fins militares é bem mais barato do que expropriar para construir um aeroporto.

Algumas notas...
De acordo com o estudo da CIP:
Falam do declive na Ota... cerca de 3.6graus. Na melhor localização de Alcochete é de 2.2graus.
Índice de planitude 99.799% na Ota e 99.925% em Alcochete.
A diferença é enorme! Não acham?

Depois o cálculo da área de influência do aeroporto, deixa muito a desejar...

Esquecem-se dos estudos de segurança... de um estudo sério sobre as acessibilidades... se já está prevista uma nova travessia sobre Tejo, com a construção do aeroporto, quantas pontes/túneis terão de ser construídos? etc...
Em termos económicos também pouco prevêm... esquecem-se da análise de um modelo territorial... Que alteração se verificará no actual modelo territorial do país?

Houve povo que acordou tarde para o assunto... mas ainda bem que acordaram porque "podem vir a salvar o mundo"...

A Universidade do Minho também devia efectuar o seu estudo... certamente que encontraria outra localização...
Se 10 universidades diferentes efectuarem estudos... certamente que encontraremos 10 localizações diferentes! Portugal é mesmo pequenino...

Que o debate continue...
O debate sério...
e menos sensacionalista!

Vidal disse...

A questão é que há pouco tempo não existia...questão.
Várias Universidades, investigadores= a várias propostas. Lógico. É aliás assim em qualquer lado. Menos na coreia do Norte, presumo???

Vidal disse...

Se os terrenos forem públicos, queria eu dizer, neste particular, tendo em conta a escala e a notoriedade do caso, talvez, seja menor a especulação. Talvez. Na OTA, (já escrevi sobre) já começou a especulação em grande. Compra e venda . E venda outra vez. Já começou, a venda, há muito!!!

Vidal disse...

Aliás, eu, não era, nem sei se sou, contra a localização na OTA, mas sim CONTRA, a coisa que se apresentava definitiva e sem qualquer discussão pública e estudos alternativos. É muito dinheiro pra passar sorrateiro. Isso queriam eles...não?

Rogeriomad disse...

Vidal...
A questão só não existia na comunicação social...
A ideia de novo aeroporto tem muitos anos! Agora se falas de questão mediática... sim essa não havia! Agora há bastante...

Várias universidades=várias propostas seria lógico se tivessemos a pensar noutra coisa e não na construção de um equipamento...
Estavamos a projectar um Aeroporto, o de Lisboa, que pretende ser um aeroporto que sirva o país... há várias localizações possíveis, mas certamente que uma gerará consensos... e não é cada universidade lançar a sua só para gerar debate! Novas propostas são necessárias, mas concertar ideias é fundamental no processo de planeamento...

Especulação...
Já começou na Ota? Normal...
E sabes isso através dos jornais?
Então sabemos todos...
Na margem Sul começa, assim que decidirem que é a localização ideal... tem calma... E lembro-te que o Estado é o maior especulador do país! Ele também sabe jogar cartas... ahah


Saudações geo,

Vidal disse...

consenso! é isso mesmo.
hoje em planificação estratégica enfatisa-se, não o que se vai fazer, mas o que se PODERÁ...fazer. de outa forma o todo será o vazio do costume. Quanto ao estado, ou ao governo(e nem sempre quem governa é a face visível), certamente que sabe jogar cartas e até, consta, para aí, TAROT. sabe o futuro.
Quanto ao reste, se lessem os artigos...há 15 anos que eu ouço falar de um novo aeroport. o meu pai talvez...30.
mesmo aqui no blog, só começou a interessar depois da "face" televisiva.
o melhor era fazer um reality show a sério, com políticos e técnicos numa determinada área, e no fim o prémio..adivinhem?