segunda-feira, junho 11, 2007

Como vamos de poder?

Ler bem


Quem se apropria do poder, dos meios do poder, é capaz de fazer tudo para convencer os outros de que eles é que têm razão. Ninguém os pode deter.

Cá andamos na nossa vidinha. Enquanto a vamos tendo...
"PINes há muitos, seu palerma!"

"O empreendimento da Costa Terra [Grândola], com um investimento total estimado de 510 milhões de euros distribuídos por quatro fases de desenvolvimento ao longo dos próximos 10 a 12 anos prevê a criação de 1260 postos de trabalho directos e mais de três mil postos de trabalho indirectos. O projecto, que deverá ocupar 124 dos 1350 hectares da herdade da Costa Terra, inclui três suites/hotéis, cinco aparthotéis, quatro aldeamentos turísticos, 204 moradias de turismo residencial, um campo de golfe e outro tipo de serviços." (Ler mais aqui)

Fixe!
Eu, paciente com Síndrome de Estocolmo, fico descansado.
Os ambientalistas não têm razão na providência cautelar que interpuseram? Algo que se saberá.
Mas os construtores prosseguem com as obras?
A Justiça em Portugal? ahahahahahaha

1 comentário:

Rogeriomad disse...

Já uma vez aqui disse que não convém confundirmos PINES com CONES. Cones são projectos de CONstrução ESpecial...
os PIN são de Interesse Nacional...

Não cometam o mesmo erro do Algarve...
Antes resorts de luxo, que de certa forma respeitam algumas directrizes ambientais, do que cidades-aborto como Quarteira, Armação de Pêra, etc...

Convém dar resposta planeada e enquadrada à enorme procura de espaço por parte do sector imobiliário/construção...