segunda-feira, setembro 17, 2012

Imprensa do dia (22): estudos

PJ alarga investigação a negócios dos Transportes Urbanos de Braga. – in Jornal de Notícias


Alterações na TSU podem gerar até 68 mil desempregados. – in Jornal de Notícias (publicado originalmente no sítio dinheiro vivo)


Nem por partes lá chegamos. Sobre a famigerada TSU, o estudo é da Universidade do Minho e não resistimos a avançar com algumas conclusões curiosas:

"Considerando um intervalo de confiança de 95%, os nossos resultados sugerem que a perda de empregos pode ser na ordem dos 68.000. Por outro lado, na melhor das hipóteses, o impacto sobre a criação de emprego é praticamente nulo, apenas criaria 1000 empregos", refere o estudo "Emprego e TSU" elaborado por quatro economistas da Universidade do Minho e um da Universidade de Coimbra. Outro dos efeitos prende-se com o aumento do desemprego de longa duração (um ano ou mais).


Com estudo, ou sem estudo, e muito antes da TSU, o saque - porque é disso mesmo que se trata - instalou-se comodamente no país. Uns poucos, avisados, lá tentaram dizer qualquer coisa, logo apelidados de perigosos radicais, enquanto os verdadeiros fanáticos se acomodavam na gestão da cartilha (neo)liberal, se é que nestes existirá algum lastro ideológico, seja ele qual for. De qualquer modo, a coisa vem de trás, as negociatas não são de hoje, e algumas até estão bem próximas de nós, não estão?

Sem comentários: