segunda-feira, agosto 20, 2012

Imprensa do dia (8): há campos e campos...

Produção de cereais este ano será a mais baixa desde 2005 devido à seca - in Jornal de Notícias

Promotor [parque Alqueva] assegura serviços mínimos na manutenção do campo de golfe até ao final de Agosto, mas não está interessado, neste momento, em dar continuidade ao projecto in Público


Recentemente o jornal Público (05-08-12 - sem link) dava destaque a um estudo de Filomena Duarte, do Instituto Superior de Agronomia, onde se certificava que o país havia baixado significativamente o seu grau de auto-suficiência na carne (apenas nas aves se manteve elevada com cerca de 93% - a de suíno caiu de 100,07% para 51,3%), na fruta e azeite, nas raízes e tubérculos, sendo que nas leguminosas secas terá passado de “80,4% para 10,1%”. Registou-se um equilíbrio positivo apenas nos hortícolas (muito por força da produção de tomate), nos ovos, leite e manteiga, no vinho, cerveja e água. E isto em pouco mais de duas décadas (1980 e 1990 dados do INE), o referido estudo foi efectuado no final da primeira década de 2000.


Estas coisas passam(-nos) totalmente ao lado. Resultado de políticas nacionais e europeias (ou da ausência destas), Portugal revela uma cada vez maior dependência do exterior, a todos os títulos notável. E a tudo isto teremos forçosamente que associar os inevitáveis riscos naturais, os imponderáveis.


Talvez fosse importante uma definição decisiva no que toca à produção agrícola, à agricultura e ao mundo rural, e respectivas indústrias adjacentes. Não se trata de escolher entre campos de cultivo ou de golfe, mas às vezes lá que parece, parece.

Sem comentários: