domingo, agosto 30, 2009

Mapas da Desgraça (III) - Loures

Local:
Bobadela
LOURES

Ocorrência: Aterro com 35 mil metros quadrados na margem esquerda do rio Trancão.
Suspeito / Acusado : Transai - Investimento Imobiliário, Lda.




Outras informações : ligeiramente mais abaixo, outra enorme área, que o mapa registou com muitos automóveis estacionados, onde se comete o mesmo erro: impermeabilizar espaço vital que devia ser do rio. (Queira arrastar ligeiramente o mesmo para Noroeste.)
Relembre-se que em Fevereiro deste ano, houve cheias naquelas zonas.



Ponto da situação:

- A obra não estava licenciada.
- A verdade é que apesar de embargada a obra, o aterro está concluído e ali continua. Que fazer agora? (Ah! a tal irreversibilidade dos danos...)
- Para além de depositar terra no local, a empresa terá revestido de tout-venant (uma mistura de gravilha e pó de pedra) cerca de 14 mil metros quadrados do terreno em causa.
- Por consequência, houve a alteração da topografia do terreno.


Notícia do JN de 11 de Agosto de 2009. Ler aqui.


Crime: Destruição e impermeabilização de solos em terreno que, se não está, devia estar classificado como Rede Ecológica Nacional, uma vez que se trata de uma área de infiltração. O resultado é o incremento do risco de cheias e inundações, bem como da velocidade da corrente. Qualquer criança percebe isso.

Quando houver mortes nas próximas inundações, alguém no tribunal aceitará este aterro como prova para responsabilizar pessoas? A prova faz o culpado.
E os cúmplices que permitem uma coisa destas não terão também de ir parar ao banco dos réus?

Sem comentários: