sexta-feira, novembro 30, 2007

WC Patos...

Vidal: Praça Mouzinho de Albuquerque, Braga, Novembro

Como praticamente não vejo televisão, olho o mundo…

Ambiente. Palavra (vã) que, como a Pasta Medicinal Couto, anda na boca de toda a gente. Até engasgar. É uma correria de ambiente que o mais desconfiado dos sofistas contemporiza com um sorriso. Ambiente, assim como, Ambipur, Ambi(valente), ou ambi qualquer coisa, faz parte do repuxo publicitário actual.
É artigo de toilette. Ou de WC. Como neste particular, que se espalha por Braga inteira….

Vidal: A mesma praça, sem comentários

Não será por falta de aviso, ou limpeza, já que, justiça seja feita, a praça e jardim são limpos periodicamente por funcionários, julgo, da Câmara Municipal. Todavia, não raro, a ocupação do espaço público por estes intrusos atinge proporções inusitadas.
O tempo medieval do água vai já está para trás? Não cremos. E tudo isto num país onde é frequente ler "Proibido pisar a relva"...

6 comentários:

Rogeriomad disse...

"Poicos" na relva parece-me bem... servem para estrumar! ahah

Mas é verdade que é sempre um incomodo...
Costuma-se dizer que o animal é igual ao dono.

E o engraçado... quando se dá uma pisadela... todos nós dizemos em voz alta: "*ERDA!"

Quanto aos avisos:
Penso que devia estar direccionado aos animais... parece-me que são bem mais racionais que nós!

Quando se criam WC caninas, deviam pensar, também, em WC humanas... urinóis como se vê nos países nórdicos... muito subtis...

Pior que pisar uma cagadela canina, só mesmo uma cagadela e mijadela humana... e se for nossa, então nem se fala... que azar!

ahahah

Grande abraço,

Sustentem o sustentável sempre atentos ao que pisam... com os pés bem assentes, sem escorregadelas...

L.Ilha disse...

No porto é a mesma coisa. Jardins e relva para servir de wc par cães. Quem conhece a europa, basta a, Espanha, sabe que os espaços relvados são para as pessoas. se o seu animal fizer as necessidades o dono é responsável por limpar. em Portugal só se valoriza a aparñecia. uma merda!

Anónimo disse...

è uma miséria de cidades porcas..os animais não tÊM CULPA SÃO HABITUADOS PELOS DONOS A IR À CASA DE BANHO NO JARDIM...

BEM VISTO!

Rogeriomad disse...

Acabei de chegar de uma formação...
uma formação muito útil para o dia-a-dia... Desenvolvimento Pessoal.

E relativamente a este assunto aprendi uma coisa nova que já posso transmitir...

A formadora disse-nos que quando pretendemos atingir um objectivo, um fim, nunca devemos colocar esse objectivo na negativa.

Neste caso, "quando passear o seu cão NÃO deixe os dejectos no chão".

De pronto, a pergunta que nós fazemos é:
"Então deixamos a onde?" E não pensamos no que devemos fazer. Só pensamos naquilo que nos temos de livrar.

Se calhar o ideal seria:
"Quando passear o seu cão, deixe o cagalhão aqui!"

Um objectivo positivo...
Para actos positivos!

Se pensarmos bem no assunto. Parece-me que a teoria, sem dúvida, está correcta.
Quantas vezes vemos placas "Não Poluir!" Não Fumar!"

Ao lado dessas placas só vemos lixo e povo a fumar...

Agora pensemos ao contrário.
"Faça lixo aqui!"
"Fume aqui!"

Estamos a dar-lhes espaços/liberdades e não estamos a restringir/proibir o que eles mais querem fazer.

Bem...
Isto dá que pensar...

Abraço

Eduardo F. disse...

De facto, é muito mais pedagógico.
E, ligando este com o seguinte, parece-me que, da maneira como expuseste a questão, vermos o lado negativo em detrimento do positivo só nos serve para transferirmos as soluções mais para a frente, ou seja, adiá-las ou pô-las noutro lado.

As não-respostas não resolvem os nossos problemas.
Bem visto.

Rogeriomad disse...

Aí está... "As não-respostas não resolvem os nossos problemas."

Resume tudo.

Devo confessar que na minha formação profissional estou aprender mais de planeamento do que aprendi durante todos os anos da formação académica.
É óbvio que estou exagerar... ;P

Mas gostava de realçar que, nesta semana, tenho aprendido pequenas coisas que nunca pensei e que, de facto, são importantes para o dia-a-dia...
Certamente vou aplicá-las na minha vida...

Se quiserem até podemos discuti-las a fundo aqui. Mas seria interessante que o debate se abrisse a mais participações...

Este artigo, está concorrido porque existe uma foto com um cagalhoto... é sempre algo que nos diz muito... relembra-nos, sempre, episódios estupendos de boas gargalhas ou de embaraço... ahah

Malucos... ahah

Abraço

Rogeriomad