sexta-feira, dezembro 21, 2012

A Intocável República dos Miguéis Frasquilhos



"Todos os anos é publicado o IPC, o Índice de Percepção da Corrupção e todos os anos também as Nações Unidas publicam o IDH, o Índice de Desenvolvimento Humano.

[Portugal: 33º Lugar no IPC.

Somos melhores que Itália, onde há Máfia, e somos melhores que a Grécia, que está completamente desestruturada. É isto que os nossos governantes devem dizer lá fora, nas reuniões sobre corrupção, com grande orgulho.]

E se se derem ao trabalho de comparar as tabelas dos dois índices, ou, se quiserem, os mapas do IDH e os do IPC, vão ver que eles decalcam exactamente.
Vê-se a olho nu, mas mesmo que não se vissem, já há muitos trabalhos académicos que demonstram que há uma correlação negativa forte entre corrupção e desenvolvimento. Ou seja, a corrupção desenvolve-se ao contrário do desenvolvimento. 
Pelo que, se não há países corruptos desenvolvidos e nem há países desenvolvidos corruptos, nós sabemos que se na próxima geração queremos ter algum desenvolvimento, temos de combater a corrupção. E só combatendo a corrupção, combatemos também a crise em que estamos. Porque se foi a corrupção que gerou a crise, a única forma de evitar a crise é combater a corrupção."



Se os nossos corruptozinhos de tigela-cheia adoram mostrar gráficos lá para casa de alguém, alguém devia pintar mapas de IPC e IDH nas paredes das suas casas. 

Há alguém com capacidades de "bombing" informativo por aí?

(calma, não é "bombing" neles... Ide aprender a gíria, que é linguagem tecnocrática...)

Sem comentários: