sábado, julho 03, 2010

De olhos em bico

Imagem retirada daqui manipulada por Eduardo F.


Sabia que...

...o arroz é o alimento mais importante do mundo?

...que cada português consome, em média, 17 quilos de arroz por ano?



...a empresa Bayer pretende que a União Europeia aprove em 2010 a importação e consumo do arroz LL62, um arroz transgénico que é muito diferente do arroz convencional tanto em termos de vitaminas (B5 e E), como em cálcio, ferro e ácidos gordos?

...o arroz transgénico LL62, da empresa Bayer, foi manipulado para se tornar resistente a grandes doses do herbicida glufosinato, também da Bayer? Isso significa que cada bago de arroz transgénico vai ter mais resíduos desse poluente do que qualquer outro tipo de arroz - e o glufosinato foi avaliado como sendo de «alto risco» para o ser humano e outros mamíferos.

...na verdade, esse herbicida glufosinato é tão tóxico que já foi decidida a sua proibição na União Europeia a partir de 2017?

...os resíduos do herbicida não desaparecem quando se coze o arroz?

...Nos Estados Unidos em 2006 uma das suas variedades de arroz transgénico, apenas autorizado para testes experimentais, contaminou extensas áreas de arroz agulha e o resultado foi um prejuízo superior a 1,2 mil milhões de dólares para toda a indústria arrozeira daquele país. E a Bayer, o que fez? Descartou-se de todas as responsabilidades afirmando simplesmente em tribunal que esse acidente tinha sido «um acto de Deus»!



Como classificar isto?

1 comentário:

Eduardo F. disse...

Resolução da Assembleia da República n.º 104/2010

Recomenda ao Governo que rejeite a comercialização
de arroz transgénico LLRice62
A Assembleia da República resolve, nos termos do n.º 5
do artigo 166.º da Constituição, recomendar ao Governo que:
1 — Manifeste claramente junto das instituições
europeias a sua posição de rejeição da comercialização
do arroz transgénico LLRice62;
2 — Accione a cláusula de salvaguarda e não permita a
importação e comercialização deste arroz transgénico em
território nacional, caso a União Europeia tome a decisão
de a autorizar no espaço europeu;
3 — Apoie a produção de arroz convencional no País e
promova o seu consumo, contribuindo para reduzir o défice
da balança comercial dos produtos agrícolas.

Aprovada em 22 de Julho de 2010.
O Presidente da Assembleia da República,
Jaime
Gama.